Empresa

O Grupo Begllim

Situada estrategicamente em dois polos industriais/agrícolas, com logística favorecida pelas principais rodovias de suas regiões. A Unidade Matriz Begllim Comercial, assim como outras empresas do Grupo, estão situadas em Conchal – SP, entre a região de São Carlos e Campinas, já as unidades Begllim Serviços e Poliambiental estão situadas em Jardinópolis – SP, entre a região de Ribeirão Preto e o Triângulo Mineiro. Possui aproximadamente 200 colaboradores que atuam em suas unidades produtivas em uma área total de 41.200m2.

Nosso portfólio de produtos é destinado a empresas que tenham como objetivo atingir a plenitude do acondicionamento de seus produtos através de Big Bags.
 
Dentro do grupo Begllim, temos uma unidade homologada para realizar a correta destinação do passivo ambiental, gerado pelo Big Bag, utilizando-se do processo de moagem/lavagem/secagem e enfardamento, para aproveitamento por terceiros na fabricação de outros produtos, tais como: rodo de limpeza, vassouras, cadeiras, vasos de plantas e etc.

Logística Reversa

O Grupo Begllim foi pioneiro em Logística Reversa de Big Bags no Brasil, atuando em duas linhas de operacionalização reversa:

A primeira – Logística Pós Venda – Temos o foco na coleta de Big Bag, realizamos a lavagem, manutenção e inspeção, devolvendo ao proprietário pronto para o envase.

A segunda – Logística Pós Consumo – Temos o foco na descontaminação, destruição e correta destinação final do resíduo. Coletamos os Big Bags que estão com o cliente, fazemos o processo de descontaminação, moagem e destruição. Gerando matéria prima reciclável.

Compromisso Begllim

Diante do crescimento da desigualdade social e individual, o Grupo Begllim desenvolve atividades dentro de suas unidades de produção, buscando através de pesquisa de satisfação de seus colaboradores, encontrar métodos para que possa auxiliar na vida do colaborador, assim como da sociedade a qual convive.


No segundo semestre de 2015 o Grupo Begllim iniciou um projeto em prol da sociedade local e regional e através de estudos, perceberam que diante de todas as possibilidades de ajuda às minorias, o aprisionado não era levado em consideração. A Begllim por acreditar na recuperação do ser através do trabalho, do exemplo, do orgulho de seus familiares e da satisfação própria, elaborou o projeto “Mão de Obra Carcerária – A mudança é uma porta que se abre por dentro” em parceria com Centro de Progressão Penitenciária – CPP Jardinópolis, Secretaria de Estado da Administração Penitenciária – SAP, e a Fundação Estadual de Amparo ao Trabalhador Preso – FUNAP, levando em consideração o impacto social e cultural positivo a região e a sociedade que a cerca.


Iniciou-se um projeto piloto com 5 reeducandos (nome dado ao preso em regime de trabalho em sistema semiaberto), em 2 meses de análise, e com resultados excelentes a unidade foi absorvendo 8, 10, 14, 18 e atualmente conta com 30.


Ao agregar a mão de obra carcerária junto aos “colaboradores CLT” foi desmistificado o preconceito, e os colaboradores abraçaram a causa e fizeram com que seus exemplos de vida fossem tema de discussões sobre a importância do trabalho em equipe, da vida digna e da possibilidade do retorno a sociedade com seres humanos que pagaram com dignidade por seus erros.


O Projeto da Mão de Obra Carcerária é além de poder fazer mais pelos aprisionados, é em prol da própria sociedade em que vivemos, pois hora ou outra receberá o preso de volta, então que seja ressocializado e apto ao trabalho.

Todos os produtos comercializados pela Begllim, garante a nossos clientes satisfação e qualidade.

O Grupo Begllim desenvolve suas atividades de comercio, higienização, recuperação, inspeção, moagem e reciclagem de big bags, utilizando métodos necessários que permitam o enfrentamento de um dos principais problemas ambientais, sociais e econômicos decorrentes do manejo inadequado dos resíduos sólidos. O objetivo principal é a destinação ambientalmente correta, resguardando nossos parceiros, colaboradores, comunidade e o meio ambiente e para isso desenvolve suas atividades em conformidade com a Lei 12.305/10, que institui a Politica Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), bem como a Constituição Federal e as condicionantes da CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. 

 

Todo efluente bruto gerado no processo são tratados em estação de tratamento de efluentes, através do processo físico-químico com adesão de ozônio. Após o tratamento o efluente tratado é destinado ao processo industrial (circuito fechado). O rejeito, lodo da estação e varreduras, geradas nos processos são destinados a aterros sanitários homologados.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Atendimento Whatsapp